sábado, 15 de novembro de 2008

Dei de mamar para os meninos

Uma época eu estava amamentado meu filho e morava sozinha em uma bela casa, na periferia da minha cidade. Fiz amizade com uns garotos (13 e 14 anos) que moravam num vilarejo perto e eles começaram a freqüentar a minha casa por causa da piscina.

Todos os dias eles iam até em casa e se divertiam muito na piscina. Eu notava os olhares deles pra mim, pois nessa idade eles são verdadeiros tarados, mas respeitavam por eu ser a dona da casa e eles tinham interesse na piscina.

Eu andava de biquíni o tempo todo e os meus seios, por estar amamentando, estavam mais enormes do que já são e mal cabiam no soutien. Muitas vezes eu ficava de camisetinha, sem soutien e calcinha e o leite começava a sair e eles diziam: “olha a sua blusinha molhada o que é isso?” eu dizia: “é leite, está muito cheio” e eles ficavam olhando muito, pois o leite molhando, marcava muito os peitos na camiseta e eles não tiravam os olhos. Eu tinha até que chamar a atenção para acordá-los do estado em que ficavam.

Fazia muito tempo que eu não dava uma boa trepada e aqueles olhares dos meninos no meu corpo me deixava com um tesão danado. Eu gostava de provocar, colocando biquínis minúsculos para brincar com eles na piscina, muitas vezes eu abraçava eles na água, só pra sentir uma mão no meu corpo, mas eles não passavam do limite. Quando eu os abraçava eu sentia o volume dentro da sunga encostando nas minhas coxas, mas ficava só nisso e eu ia provocando pra ver até onde ia chegar.

Quando eu ia dar de mamar ao nenê, eles saiam rápido da piscina e ficavam do lado olhando. Com certeza, loucos pra dar uma mamada também. Eu muito safada, descobria os dois seios e dava de mamar ao nenê e eles ficavam vidrados, de boca aberta olhando. Eu dizia: “que caras são essas! Nunca viram um nenê mamando no peito?”. Eles retrucavam: “ver nós já vimos, só que nunca nuns peitos tão bonitos e desse tamanho, dá pra amamentar nós três juntos”. Então, eu brincava com eles e fazia-os voltar para a piscina.

Um dia, eu olhei pela janela e vi que eles estavam chegando ao portão. Como a entrada é um pouco longe da casa, eu corri para a beira da piscina, tirei a parte de cima do biquíni e deitei rápido, fingindo que estava dormindo profundamente. Eles chegaram e me vendo quase nua, com os peitões todinhos a mostra, respiraram fundo, fizeram com a boca como se estivessem chupando e cochicharam; “nooooossa que delícia, cara, olha que peitões, eu daria tudo pra dar uma chupadinha” o outro chegou mais perto e tocou de leve nos meus biquinhos que responderam rápido endurecendo. Ele segurou com as pontas dos dedos, abaixou e deu uma lambida, o outro deu a volta pela cadeira e os dois chegaram bem perto e passaram a mão de leve, com medo que eu acordasse. Deram uma chupadinha de leve nos biquinhos e eu fingindo que dormia, dei uma mexida no corpo e os seios empinaram mais ainda e eles deram uma chupada mais forte. Eu fiz um movimento como se estivesse acordando e eles com medo pularam rápido na piscina e eu disse: “nossa vocês estão aí, eu peguei no sono e nem vi quando chegaram” eles disseram: “nos chegamos agora a pouco, como você estava dormindo, não quisemos fazer barulho”.

De repente me lembrei que estava só de calcinhas e os seios a mostra totalmente, na frente dos meninos e cobrindo com as mãos disse: “ai, nooooossa, estou desse jeito, não esperava que vocês viessem!!!”. Eles disseram: “liga não, pode ficar desse jeito, é mais bonito, vem pra água, que esta uma delicia!!!

Eu achei que eles tinham razão e estava adorando me mostrar pra eles e pulei na água. Ficamos brincando um longo tempo e eles sempre davam um jeitinho de me passar à mão e eu fingia que não percebia. Depois saímos da água e fomos tomar lanche e eu continuei do jeito que estava, preparando o lanche só de calcinha minúscula que só cobria o grelinho e os peitões molhados a mostra.

Tomamos o lanche e eles sempre olhando nos meus peitos e eu brincando com eles, dava um jeito de encostar meu peito nos braços, no rosto, no pescoço, esfregava neles mesmo e eles ficavam meio sem jeito, mas adorando a frescura.

Eu balançava os peitões na cara deles (homens adoram peitões balançando na cara) e de repente meu nenê quis mamar. Eu, tranqüila, peguei o nenê e coloquei o peito na boca dele e os meninos ficaram loucos olhando aquilo e disseram: “noooossa como eu queria ser um nenê, só pra ter esses peitões na boca” eu disfarcei e fingi que não ouvi e decidi que iria provocar muito e pedi a ele que fossem embora porque o nenê iria dormir e eles saíram desapontados.

Eu adorei, pois sabia que eles foram embora loucos de tesão e no dia seguinte voltariam doidos. No dia seguinte, chovendo e eu até pensei que eles não viriam (imagina....!!!!) e ouvi o barulho do portão e vi que eles entravam devagar como que querendo me pegar “desprevenida” novamente.

Deixei a porta no trinco, fui para o meu quarto e deitei numa cadeira de frente para a sacada, coloquei uma garrafa de vinho do lado, como se estivesse bebido muito, desta vez estava totalmente nua e iria dar a impressão que eu não estava esperando ninguém, devido ao mau tempo e por isso estava à vontade e fingia dormir profundamente.

Ouvi o barulho da porta abrindo e eles conversando baixinho, me chamaram umas duas vezes e eu não respondi, fingindo dormir, ouvi o barulho deles subindo a escada e vindo para o meu quarto e nisso eu já estava molhadinha imaginando a cara deles quando me vissem nuazinha.

Eles entraram devagar no quarto e quando me viram ali, nua, peitões a mostra, bucetinha a disposição e uma garrafa de vinho falaram baixinho: “nooooossa cara, você esta vendo o que eu estou vendo? Essa mulher é gostosa demais, nuazinha, e melhor, acho que bebeu um pouco e não vai acordar tão cedo!!!” e foi colocando a mão no meu seio e o outro disse: “espera um pouco, vamos ver se ela acorda!!!” me chamaram uma três vezes e eu fingi que dormia e eles confirmaram: “É! Ela bebeu um pouco e dormiu, isto é muito bom”.

Os dois começaram a passar a mão no meu corpo todinho dizendo que sempre tiveram vontade de fazer isso, começaram a lamber meus peitos, um em cada peito, chupavam, mamavam, esfregavam a cara, lambiam como loucos, sempre conferindo se eu não acordava, mamaram muito, chupavam os bicos duros e eu louca pra enterrar os peitos na boca deles.

Desceram e ficaram disputando chupar a bucetinha, eu, com um movimento, abri bem as pernas e os dois me lambiam, chupavam, mamavam desesperadamente na xaninha.

Um voltou pros peitos, dizendo que nunca mais ia ficar com vontade de mamar e mamava como louco e o outro continuou chupando, mamando a xaninha e eu comecei a me contorcer de tesão e eles perceberam que eu estava gostando, mas estava “grogue”.

Eles me chuparam muito e ai eu fingi que acordei e dei bronca neles, mas sempre meio “grogue” (de mentira, é claro) e eles saíram correndo. Eu adorei e sabia que estava deixando os meninos loucos. No dia seguinte, eu estava na cozinha, nua como sempre e a porta abriu e entraram os dois, eu dei bronca e disse para eles avisarem quando estivessem chegando mas vi que um deles estava chorando e veio me abraçando dizendo que tinha brigado com o pai, eu senti pena , abracei e senti o rosto dele molhado nos meus seios.

Ele chorava muito e molhou muito todo o meu peito e eu agradando deixava que ele se esfregasse no meu peito e dizia: “não chora não, eu estou aqui com você, isso passa! Toma fica aqui!!” e de propósito levei o bico do meu peito na boca dele que ficou me olhando, parou de chorar e começou a chupar o bico duro e eu entreguei os dois peitos pra ele para consolá-lo e ele começou a mamar, chupar gostoso, lambendo, chupando e eu entreguei os peitos pra ele fazer o que quisesse, pois estava muito triste (coitadinho....!!!!!).

O leite começou a sair e escorria pelos cantos da boca dele que engolia muito e mamava, mamava. O outro menino, vendo aquilo, não agüentou e começou a mamar o outro seio que também estava cheio de leite e eu fiquei com os dois me mamando com força e muito leite escorrendo pela boca, pescoço e peito deles que se deliciavam com tanto leite.

O telefone tocou e eu atendi e eles continuavam mamando, chupando e eu falando ao telefone com os peitos na boca dos dois que sugavam desesperadamente. Mamaram muito durante mais de meia hora e eu pedi que eles me chupassem todinha e eles começaram a me chupar, lamber o corpo todo, enquanto um descia pela barriga e chupava a bucetinha com força o outro mordia minha bunda, lábia meu cuzinho, chupava.

Me chuparam, lamberam meu corpo todinho durante muito tempo e eu já estava toda vermelha, molhada de saliva (adoro), os peitos chupados, mamados, bucetinha mamada eles tiraram dois cacetes pra fora, que fiquei boba com o tamanho e duro como uma estaca e eu abaixei e chupei, ora um, ora outro, da cabeça até o saco e pensei: “pensei que esses meninos não eram de nada e provoquei muito agora vou ter que agüentar os dois!!”.

Um sentou em uma cadeira, me puxou e eu sentei com as pernas abertas naquele cacete gostoso que começou a socar. Em seguida o outro veio por trás e começou a passar a cabecinha na bundinha. Eu sentada no cacete, arrebitei a bundinha e o outro entrou no cuzinho com força, me fazendo de sanduíche. Eu gritava de tesão e eles urravam, falando mil palavrões.

O de trás segurava meus peitos para o da frente mamar a vontade. Trocaram varias vezes de lugar, até que gozamos muito. Os dois saíram de dentro de mim, completamente suados e eu molhada de suor ainda fui muito chupada e comida pelos dois naquele dia.

A partir daquele dia eles voltavam todo dia e eu já os esperava nuazinha e eles iam me chupando os peitos pelos aposentos da casa, pela escada, até o meu quarto, onde me chupavam e trepamos muito.

2 comentários:

godin disse...

Hum se fosse eu que pena em

joao paulo juliao macedinho disse...

Eu com 11 anos ja comi.uma tia de 42 anos ainda mais casada com.3 filhos mais velho do q eu ..o marido dela tinha viajado pois ele e motorista da expresso guanabara .os filhos dela tinha ido passar final de semana no sitio que fica afastado daqui da cidade de fortaleza ...eu fui pra casa de tia em la estava bebendo cerveja...e mandava eu comprar as cervejas .ela estava vestida em um vestido curto que mostrava muito sua calcinha e a polpa da bunda .que a.final era um rabao ..ela e uma mulher morena de corpo maravilhoso em um seios de onloukecer são volumosos de um tamanho de um melao .quanto mais ela bebia mais safada ficava abria a pernas deixando ok bucetao todo aberto com uma calcinha de pekenininha ! Atolada mesmo ! Teve um ponto que ela estava bebada demais não se aguentando mais começou a mim chamar pelo o nome do esposo .ai eu ja.estava louco apesar da minha idade de 11 anos so na punheita fikei louco patir pra cima dela mesmo sem experiencia chupei os seios dela ela tirou meu pau pra fora em chupava olhando pra mim chamando de.esposo safado mais desconfiei ela mim confudir com seu esposo pois ele era alto com 175 mais ok menos..e pekeno com uns 150 isso era loucura ela mim pois pra chupar sua buceta .sentou em cima de mim enfiando meu pau em sua buceta ..calvaguando feita um vagabunda e puta ..passei umas 2 horas comendo ela de todas.as posiçoes ater o cuzao delabe fodi ela voltou a mamar no meu pau que tinha uns 16 centimetros .eu gozei dentro de sua boca lhe chamando de tia vagabunda ..depois em outros dias estava la na casa dela bricando com meus primos.como se nada.tivesse acontecido ! A mais ela mim chama de meu filho o tio esposo em filhos dela nem imagina que a mãe deles bebada mim deu a buceta e o cu em sua boca.pramim gozar ! Se vc quizerem entrar em contadora comigo mim ligue de um claro pra 021 81 9437:7726 ou acobrar de.um claro 902181 9437:7726 eu contarei outras situaçoes inacreditaveis ..hj estou com 19 anos e outras pessoas da familia ja entraram na minha pica que agora bem grande ! Valeu